Tião Carreiro: A moda que não acaba

Inúmeras são as composições e canções que se estendem de gerações, dando raiz ao sertanejo e criando laços de tradições por meio das músicas. Esse estilo está presente em todo o país, principalmente no interior. Cada estado carrega em suas terras fortes costumes sobre o estilo e o modo de vida sertanejo. Mesmo com tantas formas de viver, existe uma linguagem que carrega emoções, experiências de vida e paixão por aquilo que se lida diariamente.

Tião Carreiro é exemplo, um mineiro que veio para o interior de São Paulo. Nascido em Montes Claros- MG, em 13 de dezembro de 1934, se mudou para o interior de são Paulo com a família e ainda criança já lidava com a roça. O gosto foi se expandindo, começou a se interessar pela música raiz e tocar violão. Ao crescer, aprendeu sozinho a tocar viola, formou uma dupla chamada, Palmeirinha e Coqueirinho e a partir daí iniciou sua carreira musical. Certa vez, esbarrou com Tonico e Tinoco em um hotel, ele reparou na afinação das cordas e começou a desenvolver suas próprias composições.

Em 1957 passou a usar o famoso pseudônimo, Tião Carreiro, sugestão de um famoso compositor sertanejo Teddy Vieira. Dentre suas inúmeras parcerias, foi com Pardinho que Tião Carreiro ficou mais famoso, dois anos depois da primeira parceria resolveram se unir para se arriscarem na capital paulista. Com a ajuda do compositor Teddy Vieira, gravaram seu primeiro disco com as músicas de maior sucesso “Cavaleiro do Bom Jesus” (de João Alves, Nhô Silva e Teddy Vieira) e “Boiadeiro Punho de Aço” (de Teddy Vieira e Pereira).

Ficou muito conhecido por ter criado o “Pagode na Viola”, fez um novo ritmo com as cordas da viola em 1950, e assim em 1960 nasceu a canção “ Pagode de Brasília” em homenagem à nova capital, ganhou mais um título de rei do pagode e da viola.

Com mais de 45 discos gravados, conta com importantes músicas como, Rei do Gado, Boi Soberano, Terra Roxa, Travessia do Araguaia, Filhinho de Papai e Cochilou Cachimbo Cai. Com diabetes, Tião faleceu em 15 de outubro de 1993 na grande São Paulo, no Hospital da Beneficência Portuguesa.

Grandes nomes da música sertaneja como, Chitãozinho & Xororó, Bruno & Marrone, Rick & Renner, Gian & Giovani, Sergio Reis e Zezé de Camargo & Luciano, gravaram um CD reproduzindo suas canções.

Um ícone da música caipira raiz, certamente Tio Carreiro é peça fundamental na cultura sertaneja do nosso país, e tem sido muito bem preservado no gosto musical até hoje.

Uma moda country, um estilo musical que não acaba!

 

NA SUMETAL

Na Sumetal você encontra fivelas country, cintos e acessórios masculinos, femininos, personalizados com a linha especifica do Tião Carreiro.

Para conhecer a linha de produtos desenvolvidos pela Sumetal destinados aos fãs do Tião Carreiro, clique AQUI. Ou para destacar sua comitiva em eventos como esse, desenvolva sua fivela country personalizada Sumetal – faça uma consulta sem compromissos, acesse esse LINK para saber mais.

 

Fontes e mais informações: http://tiaocarreiro.com.br/biografia/