Encontro de muladeiros é tradição de gerações

“Tradição” é a palavra que define a cultura muladeira. Com uma forte presença principalmente no estado de Goiás, as tropeadas são conhecidas por reunir milhares de muladeiros e muladeiras de todas as idades, sempre em clima de festa e muita fé. São comitivas já bem estruturadas ou visitantes independentes que aproveitam para comemorar essa paixão e trocar experiências de um animal tão característico de nosso país. As reuniões mantêm vivas as tradições, servindo de ponto de encontro entre quem é mais experiente e quem está começando na atividade.

Mesmo com a fama de um animal teimoso, a mula é mais resistente que o cavalo. Sua teimosia faz parte de seu instinto de autopreservação. Quando se sentem sobrecarregadas com excesso de trabalho, elas desaceleram o ritmo ou param completamente. Seus cascos são fortes, resistentes e flexíveis, assim eles têm menos problemas com rachaduras.

Para ter uma ideia da grandiosidade do evento, em 2018 o encontro nacional que aconteceu no mês de janeiro contou com a presença de milhares de pessoas. Isso garantiu que fosse a maior festa de muladeiros do mundo. Estiveram presentes 73 comitivas de 18 estados diferentes dentro do Parque de Exposições. O desfile contou com 3.800 muares, o que foi um recorde para o evento.

Os encontros dos fãs de muares começam com uma boa tropeada e terminam em um almoço regado a música raiz, dança e a famosa costela de chão. A tradição muladeira é antiga tem sido preservada ao longo do tempo.

Na Sumetal

Para conhecer a linha de produtos desenvolvidos pela Sumetal destinados aos Muladeiros, clique AQUI. Ou para destacar sua comitiva em eventos como esse, desenvolva sua fivela country personalizada Sumetal – faça uma consulta sem compromissos, acesse esse LINK para saber mais.

 

Fontes e mais informações: G1.com – Nosso Campo e amog.com.br